quinta-feira, julho 29, 2004

O Valor da Vida Humana

Jesus nos diz “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu filho unigénito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16).

Este é um versículo bem conhecido no meio evangélico, pois encontramos nele de forma resumida o âmago do Evangelho e do plano de Deus para o Homem. No entanto, em meio a tantas vezes que o ouvimos ser mencionado e outras tantas que nós próprios o citamos, temos deixado escapar de nós algo de imenso significado para as nossas vidas.

Jesus fala sobre Deus amar “o mundo”. Podemos aqui perder o sentido de individualidade ou podemos compreender o grande amor de Deus (Deus ama todos no mundo) e perceber também que ao dizer-nos que Deus ama o mundo, Jesus está a mostrar-nos que o amor de Deus é incondicional (Deus ama a todos sem excepção).

Esta verdade deve trazer-nos uma consciência renovada do valor da vida humana. Num mundo em que as pessoas valem por aquilo que produzem e conseguem alcançar, como cristãos devemos lembrar e mostrar que somos amados por Deus à parte de tudo isso. Por vezes, nas nossas próprias vidas somos levados a pensar que Deus irá amar-nos mais se fizermos isto ou aquilo, ou que Deus irá amar-nos menos se fizermos isto ou aquilo. Nada podia estar mais longe da verdade!

O amor de Deus é incondicional e estende-se a cada um de nós. Porque não deixá-lo hoje tocar a sua vida?

O Valor da Vida Humana

Jesus nos diz “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu filho unigénito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16).
Este é um versículo bem conhecido no meio evangélico, pois encontramos nele de forma resumida o âmago do Evangelho e do plano de Deus para o Homem. No entanto, em meio a tantas vezes que o ouvimos ser mencionado e outras tantas que nós próprios o citamos, temos deixado escapar de nós algo de imenso significado para as nossas vidas.
Jesus fala sobre Deus amar “o mundo”. Podemos aqui perder o sentido de individualidade ou podemos compreender o grande amor de Deus (Deus ama todos no mundo) e perceber também que ao dizer-nos que Deus ama o mundo, Jesus está a mostrar-nos que o amor de Deus é incondicional (Deus ama a todos sem excepção).
Esta verdade deve trazer-nos uma consciência renovada do valor da vida humana. Num mundo em que as pessoas valem por aquilo que produzem e conseguem alcançar, como cristãos devemos lembrar e mostrar que somos amados por Deus à parte de tudo isso. Por vezes, nas nossas próprias vidas somos levados a pensar que Deus irá amar-nos mais se fizermos isto ou aquilo, ou que Deus irá amar-nos menos se fizermos isto ou aquilo. Nada podia estar mais longe da verdade!
O amor de Deus é incondicional e estende-se a cada um de nós. Porque não deixá-lo hoje tocar a sua vida?

Early Blogging

Em ti o meu olhar fez-se alvorada,

E a minha voz fez-se gorgeio de ninho,

E a minha rubra boca apaixonada

Teve a frescura do linho

 

(Florbela Espanca)



*



Bom dia!

Early Blogging

Em ti o meu olhar fez-se alvorada,
E a minha voz fez-se gorgeio de ninho,
E a minha rubra boca apaixonada
Teve a frescura do linho
 
(Florbela Espanca)

*

Bom dia!

segunda-feira, julho 26, 2004

Sofreguidão

é a palavra que melhor descreve a maneira como devorei 1/4 de melancia ao almoço. Podia ter optado por uma simples sopa ou entremeada, mas não resisti à melancia bem vermelha que me saciou a sede e refrescou neste calor imenso que se faz sentir. A sobremesa foi uma fatia e meia de pão com mel.

Agora, vou trabalhar. Com mais gosto até do que o habitual, pela satisfação que encontrei neste almoço diferente mas tão gostoso.

Sofreguidão

é a palavra que melhor descreve a maneira como devorei 1/4 de melancia ao almoço. Podia ter optado por uma simples sopa ou entremeada, mas não resisti à melancia bem vermelha que me saciou a sede e refrescou neste calor imenso que se faz sentir. A sobremesa foi uma fatia e meia de pão com mel.
Agora, vou trabalhar. Com mais gosto até do que o habitual, pela satisfação que encontrei neste almoço diferente mas tão gostoso.

Que dias!

Parece que teremos este calor até quinta-feira... Isto nem oito nem oitenta...

Que dias!

Parece que teremos este calor até quinta-feira... Isto nem oito nem oitenta...

Early Blogging

Quando eu nasci,

ficou tudo como estava.

 

Nem homens cortaram veias,

nem o Sol escureceu,

nem houve Estrelas a mais...

Somente,

esquecida das dores,

a minha Mãe sorriu e agradeceu.

 

Quando eu nasci,

não houve nada de novo

senão eu.

 

As nuvens não se espantaram,

não enlouqueceu ninguém...

 

Pra que o dia fosse enorme,

bastava

toda a ternura que olhava

nos olhos de minha Mãe...

 

(Sebastião da Gama)



*



Bom dia!

Early Blogging

Quando eu nasci,
ficou tudo como estava.
 
Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu,
nem houve Estrelas a mais...
Somente,
esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.
 
Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.
 
As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém...
 
Pra que o dia fosse enorme,
bastava
toda a ternura que olhava
nos olhos de minha Mãe...
 
(Sebastião da Gama)

*

Bom dia!

sexta-feira, julho 23, 2004

Early Blogging

Eu, quando choro,

não choro eu.

Chora aquilo que nos homens

em todo o tempo sofreu.

As lágrimas são as minhas

mas o choro não é meu.



(António Gedeão)



*



Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.



(Fernando Pessoa)



*



Bom dia!

Early Blogging

Eu, quando choro,
não choro eu.
Chora aquilo que nos homens
em todo o tempo sofreu.
As lágrimas são as minhas
mas o choro não é meu.

(António Gedeão)

*

Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.

(Fernando Pessoa)

*

Bom dia!

quinta-feira, julho 22, 2004

Não deixem

de ler este texto.

Não deixem

de ler este texto.


Ilustração retirada de Bertrand Galimard Flavigny, Être Bibliophile - Petit Guide Pratique, Anglet, Atlantica, 2004


Ilustração retirada de Bertrand Galimard Flavigny, Être Bibliophile - Petit Guide Pratique, Anglet, Atlantica, 2004

Early Blogging

Não tenho ambições nem desejos.

ser poeta não é uma ambição minha. 

É a minha maneira de estar sózinho.



(Fernando Pessoa)



*



Bom dia!

Early Blogging

Não tenho ambições nem desejos.
ser poeta não é uma ambição minha. 
É a minha maneira de estar sózinho.

(Fernando Pessoa)

*

Bom dia!

quarta-feira, julho 21, 2004

Palavras antigas

Recentemente ao ler o conto A Morte do Lidador de Alexandre Herculano, o qual retrata uma batalha travada entre mouros e portugueses em Julho de 1170, deparei com palavras fora do meu vocabulário comum e que apelavam à minha pesquisa a fim de me lembrar ou descobrir o seu significado. Eis algumas:



murzelo,

lorigão,

toledana,

encanecido,

barbacã,

guante,

adarga,

chusma,

mourisma,

agarenos,

paveia,

coruchéus,

almuadem,

toada,

alfange,

alcantis,

almenaras,

tremedais,

coxote,

almogaures,

modorra,

arrebol,

sovereiro,

balções,

cervilheiras,

albornoz,

guantes,

tórculo,

menagem,

fraldão,

agareno,

beetria,

morrião,

açacalado,

estertor,

préstito.  

Palavras antigas

Recentemente ao ler o conto A Morte do Lidador de Alexandre Herculano, o qual retrata uma batalha travada entre mouros e portugueses em Julho de 1170, deparei com palavras fora do meu vocabulário comum e que apelavam à minha pesquisa a fim de me lembrar ou descobrir o seu significado. Eis algumas:

murzelo,
lorigão,
toledana,
encanecido,
barbacã,
guante,
adarga,
chusma,
mourisma,
agarenos,
paveia,
coruchéus,
almuadem,
toada,
alfange,
alcantis,
almenaras,
tremedais,
coxote,
almogaures,
modorra,
arrebol,
sovereiro,
balções,
cervilheiras,
albornoz,
guantes,
tórculo,
menagem,
fraldão,
agareno,
beetria,
morrião,
açacalado,
estertor,
préstito.  

Early Blogging

Mesmo que não conheças nem o mês nem o lugar

caminha para o mar pelo verão.



(Ruy Belo)



*



Bom dia!

Early Blogging

Mesmo que não conheças nem o mês nem o lugar
caminha para o mar pelo verão.

(Ruy Belo)

*

Bom dia!

terça-feira, julho 20, 2004

Early Blogging

À breve, azul cantilena

dos teus olhos quando anoitecem.

 

(Eugénio de Andrade)

 

*

 

Bom dia!

Early Blogging

À breve, azul cantilena
dos teus olhos quando anoitecem.
 
(Eugénio de Andrade)
 
*
 
Bom dia!

segunda-feira, julho 19, 2004

Early Blogging

Sei um ninho.

E o ninho tem um ovo. 

E o ovo, redondinho,

Tem lá dentro um passarinho

Novo.

 

Mas escusam de me atentar:

Nem o tiro, nem o ensino.

Quero ser um bom menino

E guardar

Este segredo comigo.

E ter depois um amigo

Que faça o pino

A voar...

 

(Miguel Torga)

 

*

 

Bom dia!

Early Blogging

Sei um ninho.
E o ninho tem um ovo. 
E o ovo, redondinho,
Tem lá dentro um passarinho
Novo.
 
Mas escusam de me atentar:
Nem o tiro, nem o ensino.
Quero ser um bom menino
E guardar
Este segredo comigo.
E ter depois um amigo
Que faça o pino
A voar...
 
(Miguel Torga)
 
*
 
Bom dia!

sexta-feira, julho 16, 2004

Que manhã!

Que manhã a de hoje!

A luz e o brilho,

A frescura,

O calor que daqui a pouco se fará sentir,

A novidade de mais um dia,

A calma que ainda reina,

Mas que logo dará lugar à azáfama do trabalho,

Mais um início...

Oh! O gosto pela vida!

Que manhã!

Que manhã a de hoje!
A luz e o brilho,
A frescura,
O calor que daqui a pouco se fará sentir,
A novidade de mais um dia,
A calma que ainda reina,
Mas que logo dará lugar à azáfama do trabalho,
Mais um início...
Oh! O gosto pela vida!

Early Blogging

A Flor do Sonho, alvíssima, divina,

Miraculosamente abriu em mim,

Como se uma magnólia de cetim,

Fosse florir num muro todo em ruína.

 

Pende em meu seio a haste branda e fina

E não posso entender como é que, enfim,

Essa tão rara flor abriu assim! ...

Milagre... fantasia... ou, talvez, sina...

 

Ó Flor que em mim nasceste sem abrolhos,

Que tem que sejam tristes os meus olhos

Se eles são tristes pelo amor de ti?!...

 

Desde que em mim nasceste em noite calma,

Voou ao longe a asa da minh'alma

E nunca, nunca mais eu me entendi...


 

(Florbela Espanca)

 

*

 

Bom dia!

Early Blogging

A Flor do Sonho, alvíssima, divina,
Miraculosamente abriu em mim,
Como se uma magnólia de cetim,
Fosse florir num muro todo em ruína.
 
Pende em meu seio a haste branda e fina
E não posso entender como é que, enfim,
Essa tão rara flor abriu assim! ...
Milagre... fantasia... ou, talvez, sina...
 
Ó Flor que em mim nasceste sem abrolhos,
Que tem que sejam tristes os meus olhos
Se eles são tristes pelo amor de ti?!...
 
Desde que em mim nasceste em noite calma,
Voou ao longe a asa da minh'alma
E nunca, nunca mais eu me entendi...

 
(Florbela Espanca)
 
*
 
Bom dia!

quinta-feira, julho 15, 2004

Livros





"Há livros de que apenas é preciso provar, outros que têm de se devorar, outros, enfim, mas são poucos, que se tornam indispensáveis, por assim dizer, mastigar e digerir." - Francis Bacon

Livros



"Há livros de que apenas é preciso provar, outros que têm de se devorar, outros, enfim, mas são poucos, que se tornam indispensáveis, por assim dizer, mastigar e digerir." - Francis Bacon

Early Blogging

"Não conheço nenhuma excepção a esta regra: custa menos comprar o leite do que ter uma vaca." (Samuel Butler)



"Picamos sempre o cavalo que galopa." (Plínio, O Velho)



"O estudo em geral, a busca da verdade e da beleza são domínios em que nos é consentido ficar crianças toda a vida." (Albert Einstein)



"O verdadeiro mérito é como os rios: quanto mais profundo, menos ruído faz." (Halifax)



"Um livro é um mundo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive." (Padre António Vieira)

 

*

 

Bom dia!

Early Blogging

"Não conheço nenhuma excepção a esta regra: custa menos comprar o leite do que ter uma vaca." (Samuel Butler)

"Picamos sempre o cavalo que galopa." (Plínio, O Velho)

"O estudo em geral, a busca da verdade e da beleza são domínios em que nos é consentido ficar crianças toda a vida." (Albert Einstein)

"O verdadeiro mérito é como os rios: quanto mais profundo, menos ruído faz." (Halifax)

"Um livro é um mundo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive." (Padre António Vieira)
 
*
 
Bom dia!

terça-feira, julho 13, 2004

Citação

Deixar de fumar é a coisa mais fácil do mundo. Sei muito bem do que se trata, já o fiz cinquenta vezes. - Mark Twain

Citação

Deixar de fumar é a coisa mais fácil do mundo. Sei muito bem do que se trata, já o fiz cinquenta vezes. - Mark Twain

segunda-feira, julho 12, 2004

Poema

Mal nos conhecemos

Inauguramos a palavra amigo!

Amigo é um sorriso

De boca em boca,

Um olhar bem limpo

Uma casa, mesmo modesta, que se oferece.

Um coração pronto a pulsar

Na nossa mão!

Amigo (recordam-se, vocês aí,

Escrupulosos detritos?)

Amigo é o contrário de inimigo!

Amigo é o erro corrigido,

Não o erro perseguido, explorado.

É a verdade partilhada, praticada.

Amigo é a solidão derrotada!

Amigo é uma grande tarefa,

Um trabalho sem fim,

Um espaço útil, um tempo fértil,

Amigo vai ser, é já uma grande festa!




(Alexandre O'Neill)

Poema

Mal nos conhecemos
Inauguramos a palavra amigo!
Amigo é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece.
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
Amigo (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
Amigo é o contrário de inimigo!
Amigo é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado.
É a verdade partilhada, praticada.
Amigo é a solidão derrotada!
Amigo é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
Amigo vai ser, é já uma grande festa!


(Alexandre O'Neill)

domingo, julho 11, 2004

Ensinando a criança a gostar de livros

Sou um defensor ferrenho da leitura, pois penso que não apenas tem a faculdade de nos relaxar como também nos torna mais completos e mais sabedores.

O gosto pela leitura pode ser ensinado. Olho para o meu próprio crescimento e percebo que o gosto por livros me foi incutido pelo meu pai, seja pelos seus livros que estavam à minha disposição, seja pelas histórias que nos contava antes de eu e o meu irmão dormirmos, estimulando assim o nosso imaginário pelo poder das palavras.

Tomar gosto pela leitura e pelos livros desde cedo pode ser uma mais valia não apenas pelo acréscimo de sabedoria que isso pode trazer, mas também porque ajuda a desenvolver a compreensão e facilita o relacionamento da criança futuramente com os livros escolares.

Tomo assim a liberdade, citando da revista Sábado, de aqui registar maneiras de ensinar a criança a gostar de livros:



1- Dê-lhes livros para manusear desde bebés. Há livros adequados, em pano e cartão, com os quais se habituam a descobrir "coisas".



2- Mesmo que pense que eles não percebem, leia-lhes histórias. Se for preciso dramatize, imitando vozes e sons de animais.



3- Cante-lhes lengalengas, que são fáceis de entrar no ouvido.



4- À medida que crescem, faça associações entre os desenhos animados e os livros. A televisão cativa-os mais, por isso dê-lhes livros com as histórias que eles vêem na TV.



5- Mostre-lhes como é bom manusear um livro e volte atrás nas páginas sempre que necessário.



6- Ofereça-lhes livros. Habitue-os a gostar de descobrir as histórias que vêm lá dentro.



7- Faça a pequena biblioteca dos seus filhos, arrumando os livros em prateleiras ao seu alcance.



8- Acima de tudo: dê o exemplo e leia você também.

quinta-feira, julho 08, 2004

Obrigado

 

Obrigado

 

Francis Bacon

Tinha lido algures e achado interessante a frase que serve de sub título a este blog, mas nada sabia sobre o seu autor. Já descobri.

Francis Bacon

Tinha lido algures e achado interessante a frase que serve de sub título a este blog, mas nada sabia sobre o seu autor. Já descobri.

Early Blogging

"A poesia não me pede propriamente uma especialização pois a sua arte é a arte do ser. Também não é tempo ou trabalho o que a poesia me pede. Nem me pede uma ciência, nem uma estética, nem uma teoria. Pede-me antes a inteireza do meu ser, uma consciência mais funda do que a minha inteligência, uma fidelidade mais pura do que aquela que eu posso controlar. Pede-me uma intransigência sem lacuna. Pede-me que arranque da minha vida que se quebra, gasta, corrompe e dilui uma túnica sem costura. Pede-me que viva atenta como uma antena, pede-me que viva sempre, que nunca durma, que nunca me esqueça. Pede-me uma obstinação sem tréguas, densa e compacta..."



(Sophia de Mello Breyner Andresen, Arte Poética II)

 

*

 

Bom dia! 



Early Blogging

"A poesia não me pede propriamente uma especialização pois a sua arte é a arte do ser. Também não é tempo ou trabalho o que a poesia me pede. Nem me pede uma ciência, nem uma estética, nem uma teoria. Pede-me antes a inteireza do meu ser, uma consciência mais funda do que a minha inteligência, uma fidelidade mais pura do que aquela que eu posso controlar. Pede-me uma intransigência sem lacuna. Pede-me que arranque da minha vida que se quebra, gasta, corrompe e dilui uma túnica sem costura. Pede-me que viva atenta como uma antena, pede-me que viva sempre, que nunca durma, que nunca me esqueça. Pede-me uma obstinação sem tréguas, densa e compacta..."

(Sophia de Mello Breyner Andresen, Arte Poética II)
 
*
 
Bom dia! 

quarta-feira, julho 07, 2004

lembra-te

Lembra-te

que todos os momentos

que nos coroaram

todas as estradas

radiosas que abrimos

irão achando sem fim

seu ansioso lugar

seu botão de florir

o horizonte

e que dessa procura

extenuante e precisa

não teremos sinal

senão o de saber

que irá por onde fomos

um para o outro

vividos




(Mário Cesariny)

lembra-te

Lembra-te
que todos os momentos
que nos coroaram
todas as estradas
radiosas que abrimos
irão achando sem fim
seu ansioso lugar
seu botão de florir
o horizonte
e que dessa procura
extenuante e precisa
não teremos sinal
senão o de saber
que irá por onde fomos
um para o outro
vividos


(Mário Cesariny)

Early Blogging

Por muito longa que a noite seja, de certeza que o dia há-de chegar. - Provérbio africano

 

*

 

Bom dia!

Early Blogging

Por muito longa que a noite seja, de certeza que o dia há-de chegar. - Provérbio africano
 
*
 
Bom dia!

segunda-feira, julho 05, 2004

Early Blogging

Ao que pilha com um pequeno barco, chama-se pirata; ao que pilha com um grande navio chama-se conquistador. - Provérbio grego

 

*

 

Bom dia!

Early Blogging

Ao que pilha com um pequeno barco, chama-se pirata; ao que pilha com um grande navio chama-se conquistador. - Provérbio grego
 
*
 
Bom dia!

domingo, julho 04, 2004

Early Blogging

Deixai-me limpo

O ar dos quartos

E liso

O branco das paredes

Deixai-me com as coisas

Fundadas no silêncio




(Sophia de Mello Breyner Andresen)

 

*

 

Bom dia!

Early Blogging

Deixai-me limpo
O ar dos quartos
E liso
O branco das paredes
Deixai-me com as coisas
Fundadas no silêncio


(Sophia de Mello Breyner Andresen)
 
*
 
Bom dia!

sábado, julho 03, 2004

A vida de uns e de outros

"É só 3 euros, é só 3 euros"

"É uma loucura!"

"Tudo a 5 euros"

"Na loja deixam a carteira, aqui custa só 5 euros"

"Não tenham vergonha de comprar barato"




Frases proferidas pelos feirantes ciganos que se ouviam hoje de manhã, como é habitual a cada primeiro sábado de cada mês aqui em Lagos. Quando experimentei uns calções passei a ser o centro das atenções quando a feirante disse a alto e bom som "vejam só como lhe fica bem". Assim é, a vida de uns e de outros.

A vida de uns e de outros

"É só 3 euros, é só 3 euros"
"É uma loucura!"
"Tudo a 5 euros"
"Na loja deixam a carteira, aqui custa só 5 euros"
"Não tenham vergonha de comprar barato"


Frases proferidas pelos feirantes ciganos que se ouviam hoje de manhã, como é habitual a cada primeiro sábado de cada mês aqui em Lagos. Quando experimentei uns calções passei a ser o centro das atenções quando a feirante disse a alto e bom som "vejam só como lhe fica bem". Assim é, a vida de uns e de outros.

sexta-feira, julho 02, 2004

Early Blogging

«Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos em que dirás: Não tenho prazer neles; antes que se escureçam o sol e a luz, e a lua, e as estrelas, e tornem a vir as nuvens depois da chuva; no dia em que tremerem os guardas da casa, e se curvarem os homens fortes, e cessarem os moedores, por já serem poucos, e se escurecerem os que olham pelas janelas, e as portas da rua se fecharem; quando for baixo o ruído da moedura, e nos levantarmos à voz das aves, e todas as filhas da música ficarem abatidas; como também quando temerem o que é alto, e houver espantos no caminho; e florescer a amendoeira, e o gafanhoto for um peso, e falhar o desejo; porque o homem se vai à sua casa eterna, e os pranteadores andarão rodeando pela praça; antes que se rompa a cadeia de prata, ou se quebre o copo de ouro, ou se despedace o cântaro junto à fonte, ou se desfaça a roda junto à cisterna, e o pó volte para a terra como o era, e o espírito volte a Deus que o deu.» (Bíblia, livro de Eclesiastes, cap. 12, vers. 1-7)

 

*

 

Bom dia!

Early Blogging

«Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos em que dirás: Não tenho prazer neles; antes que se escureçam o sol e a luz, e a lua, e as estrelas, e tornem a vir as nuvens depois da chuva; no dia em que tremerem os guardas da casa, e se curvarem os homens fortes, e cessarem os moedores, por já serem poucos, e se escurecerem os que olham pelas janelas, e as portas da rua se fecharem; quando for baixo o ruído da moedura, e nos levantarmos à voz das aves, e todas as filhas da música ficarem abatidas; como também quando temerem o que é alto, e houver espantos no caminho; e florescer a amendoeira, e o gafanhoto for um peso, e falhar o desejo; porque o homem se vai à sua casa eterna, e os pranteadores andarão rodeando pela praça; antes que se rompa a cadeia de prata, ou se quebre o copo de ouro, ou se despedace o cântaro junto à fonte, ou se desfaça a roda junto à cisterna, e o pó volte para a terra como o era, e o espírito volte a Deus que o deu.» (Bíblia, livro de Eclesiastes, cap. 12, vers. 1-7)
 
*
 
Bom dia!

quinta-feira, julho 01, 2004

Early Blogging

Não se espera pelo dia de mercado para engordar a galinha. - Provérbio africano

 

*

 

Bom dia!

Early Blogging

Não se espera pelo dia de mercado para engordar a galinha. - Provérbio africano
 
*
 
Bom dia!